Care Club – Health Center | Centro de Saúde | Medicina, Fisioterapia, Nutrição, Treinamento, Spa e muito mais

Sentimos mais Fome no Frio?

por Viviane Nascimento, nutricionista

É muito comum as pessoas relatarem mais fome no frio, ou até mesmo, dificuldade maior em aderir disciplina em algum plano alimentar!

Para manter a temperatura corpórea nos dias frios, o corpo precisa gastar mais energia. Com isso precisa trabalhar mais e gera mais fome e que normalmente é uma fome específica de alimentos “quentes” e calóricos.

A atenção ao comer é importante, pois esse gasto calórico não é tão significativo, e ao se descuidar, pode ocorrer aumento de peso corporal.

A melhor maneira de fazer esse controle da temperatura do nosso corpo, é investir em alimentos bem quentinhos (chás, sopas, caldos, mingaus de aveia, ou de flocos de milho, ou de maisena, cremes, frutas cozidas…)

O empenho na manutenção de rotinas saudáveis é sempre fundamental, em que vale associar exercícios físicos, e até investir no prazer de se desfrutar dos encantos de mesa posta para os alimentos quentes, junto de familiares e amigos, para boas lembranças da estação do ano!

Gostou deste conteúdo? Para acompanhar nossos conteúdos sobre saúde e esporte acesse nosso blog e siga-nos no instagram.

Conheça melhor a área de nutrição da Care Club

VIVIANE NASCIMENTO
É Nutricionista Clínica e Esportiva na unidade Parque do Povo em São Paulo/SP
Conheça também nossos eBooks desenvolvidos pelos profissionais especialistas da Care Club

ARTIGOS RELACIONADOS

Nutrição

A Importância de um Intestino Saudável para os Atletas de Endurance

Atletas de endurance, como triatletas e maratonistas, dependem de uma ingestão adequada de carboidratos para sustentar longos períodos de exercícios intensos. A capacidade de digerir, absorver e metabolizar esses carboidratos de maneira eficiente é fundamental para a otimização do desempenho atlético. Um intestino saudável é, portanto, essencial para suportar a alta carga de carboidratos necessária para esses atletas. É aí que entra a modulação intestinal…

SAIBA MAIS »

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *